• 21 de Março de 2015 --------------- 3 Comentários

    E se todas as rosas, não fossem rosas, e se todos os espinhos, não fossem espinhos, caberia a quem esse papel? Seríamos todos iguais? Somos iguais, e com formas diferentes? Sabemos cada fala, seríamos então da mesma família? Na verdade, somos iguais, somos rosas, temos espinhos, criamos nosso papel na sociedade. Somos da mesma família; mas com mães diferentes. Sabemos que em certo ponto temos nossas diferenças, e também podemos ser: Rosas – Margaridas – Tulipas – Orquídeas, e claro, muitos espinhos. Eu sou um misto de dor, alegria, perda e sonho! Carrego à doçura de uma simples flor, sou vento, fogo, grito e medo. Algumas vezes, choro, mas no fundo acredito; Eu sou forte, pareço frágil, porém nunca desisto!

     Blog –  Fanpage –  Twitter 


    Quer ler o post completo ? Venha ao Fala,Dantas e
    me diga o que achou!

    1. Sabrina Galdino mar 21, 2015

      Excelente texto! O importante é nunca desistir, porque motivos temos muitos, mas temos que ser fortes o suficiente para aguentar e seguir!

      http://www.universopraticofeminino.com

    2. Jú Alves mar 22, 2015

      Texto muito interessante, gostei muito, muito bonito!!!!!!!! Ameiiiii
      mimosdejuh.blogspot.com

    3. Mone Venzel mar 23, 2015

      Realmente.. cada um de nós somos um mundo a parte. Com seus defeitos e qualidades. Somos todos iguais, da mesma raça, mas somos todos diferentes com nossas peculiaridades.
      Adorei o texto!
      bjin

      http://monevenzel.blogspot.com.br/