• 18 de outubro de 2012 --------------- Deixe um comentário


    Deixo o brilho no olhar esquecido em algum passado, como quem se perdeu em sua imensidão de lágrimas, e se esqueceu de ligar à luz do quarto. Perdi o calendário da alegria, apenas risquei os dias de profunda agonia. Deixei de lado a sua fala, como se fosse uma música enjoada. Apenas guardei pouca saudade, que como pouco está indo embora, e dando espaço ao vazio de algo que foi tão profundo, que o fundo virou um abismo dentro de mim.
    (Pâmella Ferracini)

    Quer ler o post completo ? Venha ao Fala,Dantas e
    me diga o que achou!