• 31 de maio de 2013 --------------- 8 Comentários

    *Texto do leitor

    Large

    Um dia me disseram que não conseguiam guardar os momentos bons como os tristes. Falaram-me que este segundo é como um buraco na alma que nunca pode ser tapado, suturado ou fechado, por que é simplesmente impossível. Então virei-me para o dito cujo e a única coisa que vi em seus olhos foi o reflexo dessa tristeza.
    — Me diga, já amou alguma vez?
    — Pois claro que sim, todas essas crateras que existem em mim são marcas daquele que habitou meu passado.
    — Então não tem apenas buracos.
    Percebi que aquela alma de criança não havia entendido uma palavra sequer do que eu acabara de dizer, mas contentou-se apenas em ficar em silêncio. Quando você ama alguém, por mais que não seja correspondido, que seja à distância ou que seja ignorado pelo amado, sempre terá mais do que apenas buracos.
    O amor, ainda que no seu estágio inicial, vem arrebatador como um redemoinho de emoções. Não são apenas lágrimas de tristeza, mas também a sensação de estar segura quando encontram-se os olhares, o coração palpitando apenas de vislumbrar o indivíduo parado na porta de casa.
    Todos esses sentimentos deveriam prevalecer diante dos buracos causados depois. Se não deu certo, que guarde as coisas boas ora essa! O perfume, o timbre da voz, o jeito, as passadas, tudo… tudo. Por que esses sim são os verdadeiros “tapa buracos”.
    É tão somente a capacidade que muitas pessoas não possuem de sobrepujar os momentos de felicidade em cima daquela poça de lágrimas. “O copo está meio cheio, não meio vazio”. O fato é que não valeria à pena explicá-la agora, o tempo se encarregaria de abrir-lhe os olhos e tapar os buracos.

    Beatriz de Brito

    Me chamo Beatriz de Brito, tenho 18 anos e sou Baiana  Escrevo mais ou menos desde os 12 anos e uso as letras para desabafar e expressar tudo o que sinto, é uma forma de gritar para alguém, de passar minhas ideias para quem vai ler.
    Blog: http://papeisnaescrivaninha.blogspot.com.br/
    Tumblr: http://mortecomcafe.tumblr.com/

    Quer ler o post completo ? Venha ao Fala,Dantas e
    me diga o que achou!
    15 de maio de 2013 --------------- 4 Comentários


    Que amor é esse que não assume o que sente, que vive escondido, vive de declarações em entre linhas, que quer amar em silêncio, que quer sentir em silêncio, que não quer sair gritando por ai o que sente, que não quer demonstrar nada, que quer se limitar as quatro paredes de um quarto, que quer viver incubado, escondido de tudo e de todos, certo que ninguém precisa prova pra ninguém, mas também não precisa esconder.
    Que amor é esse que sempre foge quando precisa tá perto, que some pra deixar saudade e aparece para alimentar esperança, que não quer se prender, que quer viver solto igual uma andorinha que não quer grudar em nada, que me tira o sossego, que me deixa insegura e não me passa confiança, amor agridoce, amor salobro, amor que não é inodora, insípida e incolor pra mim não é amor, porque quando existe amor, existe um gosto, existe um cheiro e existe uma cor, os sentidos ficam mais aguçados, a gente passa a ver colorido em preto e branco, suspeito que até os daltônico enxerguem melhor, Amor que é Amor não aceita entre linhas, não aceita se esconder, é exagerado mesmo, é cafona, é insano, mas uma coisa eu tenho certeza que nunca vai ser é secreto, porque pra mim o amor tem que ser gritado aos quatro cantos, tem que ser escancarado, exposto, grafitado pelas paredes da vida, colocado nos outdoor em cada esquina, colocado a pratos limpos..
    Então ou me liberta ou me prende, enquanto isso não considero o teu Amor, porque pra mim o amor quer sair por ai gritando o que sente a quem se sente, não vivo de Amor secreto, me Ama, me quer, demonstre, me procure, porque não sou mais criança pra brincar de pique esconde.

    (Luana Kimbelly)
     Oi sou luana Kimbelly, tenho 18 anos, moro em Medianeira-Paraná e eu sou uma Estudante de Engenharia que encontrou na escrita sua terapia diária e  todas as palavras, todos os textos são tradução de tudo aquilo que eu tenho aqui dentro de mim, cada ponto, virgula, aspa ou reticência tem um significado,  e a traduz tudo aquilo que não consigo emitir com o soar da minha voz, escrever é um pedaço de mim traduzido pro papel!

    minha página que eu divulgo meus textos: http://www.facebook.com/LuanaKimbelly

    meu perfil pessoal: http://www.facebook.com/kimbelly.gomes
    meu tumblr: http://luanakimbelly.tumblr.com/

    Esse texto foi enviado pela Kimberly. Quer ver seu texto ou post/resenha/tutorial aqui também? Envie o texto+foto para jeudantas@hotmail.com  e Para ele ser publicado curta a FanPage do blog pra saber sempre que tem post novo e se inscreva no canal do youtube para saber sobre os videos semanalmente !

    Quer ler o post completo ? Venha ao Fala,Dantas e
    me diga o que achou!
    29 de abril de 2013 --------------- 14 Comentários

    “Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos. Dá-se conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado(a) etc. E cada vez desfruta mais dessa Cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco.

    As multidões já não são ‘tão divertidas’, às vezes até lhe incomodam.

    Large

    Mas começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo.

    Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas. Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto e te achou o maior infantil, pôde lhe fazer tanto mal. Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar, e isso assusta!

    Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado e significa muito dinheiro para seu pequeno salário. Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo.

    Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é. Às vezes, você se sente genial e invencível, outras… Apenas com medo e confuso.

    De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro… E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela.

    O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse texto nos identificamos com ele. Todos nós que temos ‘vinte e tantos’ e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça…

    Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos… Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16…

    Então, amanha teremos 30?!?! Assim tão rápido?!?”

    (Autor Desconhecido)

    Eu tô vivendo essa fase e vocês? Alguém já passou ( ou esta passando) por isso?

    Quer ler o post completo ? Venha ao Fala,Dantas e
    me diga o que achou!