• 25 de junho de 2018 --------------- Deixe um comentário

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Embora todo mundo saiba essa época do ano é viola e os cachos costumam ficar um bagaço. Mas trouxe para vocês alguns cuidados que podemos ter para amenizar o efeito do frio nos nossos cachos. São dicas infalíveis para cuidar dos cachos no inverno e não deixar que ele se entregue aos efeitos insuportáveis.

    FAÇA PRÉ-POO ANTES DE CADA LAVAGEM

    Em primeiro lugar esse passo é fundamental em qualquer época do ano. Além de ajudar no desembaraçar dos fios, o pré-poo auxilia nos cuidados protegendo o cabelo da agressão do shampoo. Ele pode ser feito com mascaras, condicionadores ou óleos vegetais, portanto você pode usar o que te der na telha.

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Foto: Reprodução

    Durante o inverno ou em tempos frios fazer o pré-poo com óleos vegetais é o mais indicado, porque é mais eficaz na reposição dos nutrientes perdidos. O tempo de pausa do pré-poo vai depender apenas de você, podendo durar entre 30 minutos até duas horas.

    Clique aqui e saiba como fazer umectação.

    LAVE APENAS COM ÁGUA FRIA

    As altas temperaturas da água não são indicadas para a pele e muito menos para o cabelo, pois ajuda no ressecamento de ambos. Diminui o brilho e deixa o coura cabeludo propicio a proliferar fungos e caspas. O ideal é tomar banho com água morna, evitando ficar com a cabeça embaixo do chuveiro.

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Foto:: Reprodução

    Caso você só consegue tomar banho com água muito quente, lave o cabelo separadamente. Uma boa opção é lavar o cabelo no tanque. Ahhhh uma dica, dê preferencia por shampoos SEM SAL. Veja neste vídeo como lavar o cabelo corretamente.

    HIDRATE BASTANTE OS CABELOS NO INVERNO

    Após a lavagem correta do fios, hidrate com sua mascara de maior preferencia. Os fios devem ser hidratados SEMPRE nessa época. Umas duas vezes por semana e remove diariamente o creme de pentear, apenas com água.

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Foto: Reprodução

    Lembre-se de utilizar as máscaras hidratantes de acordo com a necessidade do seu cabelo, seja em casa ou no salão. Neste vídeo você vai encontrar sugestões de mascaras hidratantes, confira!

    QUAL A FINALIZAÇÃO CERTA NO INVERNO?

    Uma boa dica é finalizar com os produtos e com a técnica que seu cabelo mais gosta. Nada de inventar usar produto novo, ou técnicas que não está acostumado a fazer.

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Foto: Reprodução

    Definição o resultado mais indicado para evitar ao máximo o bendito frizz e ter mais day after. No canal tem vídeo mostrando minhas finalizações e o quanto de produto eu uso para cada uma delas.  Sem dúvida você vai encontra a sua #finalizaçãofaladantas.

    FINALIZAÇÃO PARA TER CACHOS DEFINIDOS

    SELE AS PONTAS DO CABELO COM UM ÓLEO

    Anteriormente aqui mesmo no post eu sinalizei a importância do uso dos óleos vegetais para cuidar dos cabelos. Na hora de finalizar os cabelos usar óleos também é muito bom para uma melhor finalização. Você pode por com creme para pentear ou com o produto de sua preferência e vai selar as pontas do cabelo com um pouco de óleo.

    CUIDANDO DOS CACHOS NO INVERNO

    Foto: Reprodução

    Aposte em óleos vegetais como o óleo de rícino, de uva, argan, bem como o de coco ou abacate. Isso vai ajudar a diminuir drasticamente a chance de quebras, pode confiar!

    TENHA MAIS DAY AFTER NO INVERNO

    Quando sua finalização for bem feita certamente terá mais days after de sucesso. Aqui no Fala Dantas já testei varias técnicas de finalizações e dediquei um vídeo só com dicas para day after. Experimente algumas delas e veja qual se adapta melhor ao seu cabelo.

    Portanto,  aprenda como dormir sem amassar os cachos ou causar nós de fada, em cabelos cacheados, lisos ou crespos.

    AGORA É SUA VEZ: VOCÊ FAZ ALGO DIFERENTE DO CITADO PARA MANTER OS CACHOS NO INVERNO?

    VAMOS SER AMGAS! Me segue no Instagram @faladantas, que tem dicas todos os dias. E agora temos um grupo do FalaDantas no Facebook onde tiro duvidas, pergunto o que querem ver e tudo mais!
    CLIQUE PRA SE INSCREVER NO CANAL

    30 de abril de 2018 --------------- Deixe um comentário

    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

     

    Olá pessoas, tudo bem? Hoje o post é por conta da produtora da Equipe FalaDantas, Cíntia de Souza. Neste post vou relatar uma situação que está ocorreu comigo e deixarei vocês mais ligadas para evitar a bendita UNHA ENCRAVADA. Mas antes de conhecerem o meu caso, vamos saber mais sobre as UNHAS ENCRAVADAS.

    O que é a unha encravada

    Com o nome técnico de onicocriptose, a unha encravada ocorre quando a borda da unha cresce e entra na pele do dedo. Pode haver dor, vermelhidão, inchaço ao redor da unha e secreção. Algumas pessoas já nascem com unhas curvadas, que tendem a crescer para baixo. No entanto a unha encravada também pode ser resultado do uso de sapatos inadequados, unhas cortadas incorretamente. Geralmente o dedão é o mais afetado, mas a unha de qualquer outro dedo do pé pode encravar.


    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    Se você perceber que está ficando com a unha encravada não corte a parte da unha que está encravada, porque se fizer errado vai prejudicar ainda mais a sua situação. Também não corte a unha em “v”, e nem coloque um curativo apertado. Estas medidas apenas pioram a unha encravada e aumentam o risco da unha encravar novamente.

    Complicações possíveis de uma unha encravada

    Em alguns casos a infecção pode se espalhar pelo dedo e chegar até o osso. Procure resolver esse problema o mais rápido possível e evite complicações indesejadas.

    CINCO DICAS PARA EVITAR A UNHA ENCRAVADA

    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    Lixe as unhas após cortar

    O habito de lixar vai remover as espículas de unha, aquelas pontinhas que podem encravar. Portanto o organismo não vai entender que essas sobras de unha como um corpo estranho, gerando assim o processo inflamatório.

    Evite tirar as cutículas

    A cutícula é a proteção da unha contra fungos e bactérias. Retirar essa proteção vai abrir as portas do organismo para enumeras bactérias, podendo gerar doenças gravíssimas.

    Não use sapatos apertados

    Sapatos apertados exercem uma pressão sobre os cantos das unhas, o que gera um processo inflamatório e a unha acaba encravando. Porque usa-lo com freqüência pode modificar a estrutura do pé e afetar diretamente as unhas. EVITE!

    Deixe os pés limpos

    O acúmulo de células mortas do pé facilita a proliferação de micro-organismos. Mantenha os pés sempre limpos, principalmente as unhas, deixando-as livres da sujeiras e preservando o ambiente SEMPRE SECO. Nada de deixar os pés molhados!

    Usem equipamentos adequados

    Quando for mexer nas unhas, você sempre deve usar os equipamentos corretos e esterilizados. Se for em uma manicure observe se irão usar matérias limpos, devidamente esterilizados e fique atento a validade dos esmaltes, pois eles também podem trazer preocupações futuras.

    COMO TRATAR A UNHA ENCRAVADA EM CASA


    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    1. Deixar o pé ou a mão que tem a unha encravada de molho em uma bacia com água morna ou quente, por cerca de 20 minutos;
    2. Tentar levantar o canto da unha que está encravada com uma pinça e colocar um pedacinho de algodão ou gaze entre a unha e a pele para mantê-la elevada, trocando diariamente após deixar o dedo em água quente durante 20 minutos.

    QUANDO VOCÊ DEVE IR AO MÉDICO

    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    Se sua unha estiver muito encravada, inflamada, com pus e impedir que você caminhe normalmente, deve-se procurar um PODÓLOGO,  que é o profissional responsável por cuidar dos pés. Outros fatores que indicam a ida ao médico são:

    • Os portadores de Diabetes;
    • Se a unha estiver com pus e não é possível mexer na unha;
    • Se o dedo estiver muito inchado ou se a circulação parecer estar presa (dedo muito roxo).

    A unha encravada com pus deve ser vista por um profissional o mais cedo possível, porque neste caso é necessário tratar a infecção antes de cortar a unha.

    Quando a cirurgia é indicada

    A cirurgia para unha encravada é indicada nos casos em que é frequente as unhas encravarem e o tratamento com elevação da unha ou corte não resultam. Nesse caso a cirurgia é feita com anestesia local e, na maioria dos casos, não é necessário retirar total da unha.

    COMO A MINHA UNHA ENCRAVOU

    COMO IDENTIFICAR UMA UNHA ENCRAVADA

    Atendimento na Clinpé

    A minha unha encravou por um vacilo meu. Depois que a unha do dedo esquerdo acabou quebrando, fui cortar e infelizmente cortei de forma errada. Não consegui retirar um pedaço da unha completamente, o que fez com que a unha começasse a entrar na carne. Passei uma semana inteira de dor, porque a unha começou a inflamar, criando pus e obstruindo a circulação de sangue devidamente no dedo.

    Com o total de duas semanas com a unha nesse estado, comecei a tratar a infecção no modo caseiro fazendo a imersão em água quente e depois de limpo e seco usava uma pomada antibiótica. Mas mesmo com a infecção controlada eu percebi que não conseguiria desencravar sozinha. Porque cheguei em um ponto que não conseguia andar direito e qualquer toque no local o fazia sangrar e expelir secreção. Portanto, procurei um Podólogo para realizar o procedimento.

    Realizei o meu procedimento na CLINPÉ, a primeira instituição a oferecer o Curso Técnico de Podologia da Bahia, localizada na Av. Paulo VI, 724 – Pituba. O procedimento não demorou mais de 30 minutos, o cuidado e atenção da profissional que me atendeu foram INCRÍVEIS.

    VEJA TAMBÉM:

    Gostaram do post? Me contem: O que você faz e sabe que tá errado?
    Acompanhe  a Jessica nas redes sociais: @faladantasblog e @faladantas.

     Fotografias de Divulgação

    23 de abril de 2018 --------------- 1 Comentário

    PERIGOS EM USAR O CABELO MOLHADO E PRESO

     

    No calor de Salvador é normal as mulheres andarem com os cabelos presos. Mas isso pode causar enumeras complicações e são potencializadas se os cabelos forem presos MOLHADOS. Acontece que essa prática é prejudicial aos fios, que tendem a ficar mais frágeis na raiz e pode até resultar na queda direto da raiz.

    Cabelos cheio marcas e quebradiços são características de quem insistem em manter esse hábito e ainda não há tratamento que proteja esses cabelos que ficam presos por muito tempo. Essa pequena atitude pode danificar o fio e prendê-lo molhado é ainda pior. Pensando nisso, resolvi listar alguns motivos para não prender o cabelo molhado.

    Motivos para não prender os cabelos molhados

    Coceira

    Se você acorda ou tem aqueles momentos de coceira, isso acontece porque há excesso de umidade em seu couro cabeludo e consequentemente no seu cabelo.  Se você tem essa sensação de coceira com muita frequência, é melhor ficar atenta. 

    Caspa

    Também chamada de dermatite seborreica, a caspa ocorre por uma alteração na produção de sebo na glândulas sebáceas, que pode ocorrer em áreas como couro cabeludo, face, tronco, sobrancelhas e até nos cílios. A caspa é acompanhada por algumas bactérias e quando você dorme com cabelo molhado, está contribuindo para o surgimento das caspas e agravando o quadro se isso é uma rotina.

    Motivos para não prender os cabelos molhados

     

     

    Fungos

    O contato do cabelo molhado com travesseiro quente faz com que se crie uma espécie de microssistema entre o travesseiro e sua cabeça. Um tipo de infecção fúngica, por exemplo, é a tinha de cabeça. Provocada por fungos dos gêneros Microsporum e Trichophyton, ela pode causar calvície. Ahhhhhh! Ela é contagiosa, podendo afetar, por exemplo, quem dorme em contato com quem possui o fungo.

    Queda

    Mesmo que a pessoa não desenvolva nenhuma doença do couro cabeludo, ir dormir com o cabelo molhado pode enfraquecer os fios, deixando-os, a médio prazo, bem mais propensos a cair. Os fios úmidos quebram facilmente com o atrito do travesseiro e na hora de pentear também. O couro cabeludo fica abafado, sendo assim, demora mais para secar o que favorece a proliferação de fungos, o aparecimento de caspa e outras doenças que levam à queda.

     

    Depois de ver todos esses problemas causados por um habito que aparentemente é tão natural, vocês ainda vão fazer essa atrocidade com seus cabelos? Não permita que isso aconteça com seus cabelos. Cuida bem dele!

    Prender os cabelos em um nó estraga o cabelo?

    Os danos variam dependendo da estrutura e do peso e cada cabelo. Se seu cabelo já estiver danificado, com certeza ele vai quebrar com mais facilidade.E, se houver você tem muito cabelo, não escapa dos transtornos, pois o peso vai danificar os fios e gerar uma tensão naquela localidade da cabeça, sendo assim podendo trazer até outros problemas.

    Prender os cabelos em um nó estraga o cabelo?

     

    RECEITA CASEIRA: Como fazer peeling capilar em casa

    Uma receita simples e rápida para te ajudar na limpeza do couro cabelo. Tirei duvidas frequentes e mostrei o passo a passo com um resultado final INCRÍVEL.

     

    Em caso do aparecimento de alguns ou todos os problemas descritos no texto acima, procure um TRICOLOGISTA ou DERMATOLOGISTA. As receitas caseiras, cabeleireiro, cosméticos e afins não são os únicos responsáveis em cuidar dos cabelos. A procura de um médico especialista no seu problema é fundamental para chegar ao estado de cura. Portanto vá ao medico com frequência.

    Gostaram do post? Me contem: O que você faz e sabe que tá errado?
    Em breve teremos um vídeo sobre minha ida ao Tricologista?

    Me acompanhe nas redes sociais: @faladantasblog e @faladantas.